domingo, 18 de setembro de 2011

HUA HU CHING



HUA HU CHING
Ensinamentos da Escola de
Lao Tzu


Segundo Versão em Inglês de Brian Walker
Tradução: Amadeu Duarte


Prefácio

Esta obra consta de um manuscrito bastante raro que chegou mesmo a aparecer em grande número de versões na antiga China, e reúne um conjunto de sentenças de teor inicialmente destinado a ser transmitido de forma oral, e em regime reservado a quantos trilhavam a senda da realização subtil e do aprendizado, tendo chegado a passar de geração em geração, por acção dos mestres taoístas que procuraram preservar-lhe intacta a doutrina.

Esta corrente de ensinamentos parece proceder da escola de Lao Tzu, já que lhe conserva o cunho e se utiliza de passagens que constam inequivocamente no seu trabalho - o Tao Te Ching. Os estudiosos ainda hoje se interrogam sobre a existência real desse personagem lendário, do mesmo modo que acontece com o relato do Gênesis, a história de Abraão, a experiência de Moisés, uma vez que ninguém parece ter tomado nota desses relatos senão anos ou séculos decorridos. Isso só reforça a ideia de que, na verdade, as divergências culturais pertinentes a todas as eras é coisa que não existe, posto que a mente a que falte o necessário desenvolvimento pode apossar-se de qualquer desses relatos e racionalizá-lo tornando-o a “verdade única” de todos os tempos.

Os "ensinamentos de Lao Tzu" são, a um tempo racionais e transcendentais e mais se assemelham a um copo de água límpida e fresca, de tal forma são expressão da máxima simplicidade e da mais pura sabedoria, capazes de levar as pessoas, no mais variado grau de desenvolvimento pessoal e individual, a partilhar com idêntico fervor dessa sabedoria, exactamente do mesmo modo como a água pura refresca e conserva todos os aspectos da vida; contudo são desprovidos dos adornos e da fantasia comuns que normalmente só se traduzem num obstáculo ao verdadeiro desenvolvimento interior, pelo que são passíveis de se revelarem menos atractivos para a maioria.

Em si mesma, a verdade representa uma forma de poder. Por intermédio do estudo desta obra podemos deparar-nos com diversos tipos de ajuda; todavia, somente se estivermos preparados para o descobrir, pois é regra que só podemos "ver" aquilo que estamos preparados para ver.

Não imagineis poder descobrir a verdade por meio do processo de acúmulo de conhecimento; o conhecimento torna-se causa de dúvida e esta, por sua vez, aumenta-nos a voracidade por mais conhecimento. Mas jamais podemos chegar a bastar-nos abarrotando-nos desse modo de conhecimento.

O Texto

1

Eu prego o caminho Íntegro da unidade com a sublime e misteriosa Verdade
Os meus ensinamentos são simples
Todavia, se os tomarem por uma religião ou ciência, iludir-se-ão.
Profundos e plenos de sabedoria como são
Os meus ensinamentos encerram toda a verdade universal;
Aqueles que procuram a revelação dessa verdade
Executam com alegria todo o trabalho que lhes seja designado
Uma vez completado, é com a mesma alegria que se nutrem e purificam
Quando tiverem cuidado uns dos outros e de si mesmos
Devotem-se à aprendizagem
Este caminho de simplicidade conduz à paz, à virtude e à abundância.

2

Aqueles homens (ou mulheres) que desejarem realizar a verdade suprema
Deviam adoptar as práticas do Caminho Íntegro
As suas disciplinas, que só o tempo se encarregará de honrar
Consistem em pacificar a mente conduzindo-os assim
De volta à harmonia com todas as coisas
A primeira consiste na prática da virtude da não-discriminação
Cuidar daqueles que seguem o Caminho Universal
Do mesmo modo como cuidam daqueles que o não seguem
Quando voltam a vossa virtude em todas as direcções, com bondade
Estabelecem uma base firme no Caminho de regresso á Unidade.

3

Aqueles que desejarem incorporar a Unidade
Deviam abraçar a vida em todas as suas manifestações
Fazê-lo significa, antes de mais
Não abrigar nenhuma ira, resistência ou antagonismo
Com relação a qualquer ideia ou ser vivente, capaz ou incapaz de pensar
A aceitação constitui a própria essência do Tao
Abraçar todas as coisas significa igualmente
Libertar-se de todo o conceito de separação:
Masculino e feminino; eu e o outro; vida e morte
A divisão é contrária à natureza do Tao
Precedendo todo o antagonismo e separação
Entraremos na unidade harmoniosa de todas as coisas.

4

Todo o afastamento da Unidade nos contamina a mente
A raiva, a resistência e a absorção pessoais são uma forma de afastamento
Mas, ao longo das múltiplas experiências de vida
O fardo dessa contaminação pode tornar-se insuperável
Existe somente um meio de nos purificarmos de tal contaminação
Que consiste na prática da virtude
Mas, que quer isso dizer?
Praticar a virtude consiste em sermos altruístas para com os outros
E oferecermos uma assistência isenta de todo o egoísmo
Pela dádiva ilimitada do nosso tempo, capacidades e posses
E servi-los sempre que, e onde for necessário
Sem abrigarmos nenhum preconceito
Que refira qualquer identidade distinta
De quantos estejam em necessidade
Se a nossa boa vontade, no que respeita
À dádiva das bênçãos que proporcionarmos for condicionada
Assim também deverá ser a nossa capacidade para as receber
Isto forma a dinâmica subtil do Absoluto

5
O indivíduo superior ordena a sua mente
Do mesmo modo como o universo se apresenta ordenado
Imaginais que o universo possa comportar agitação e medida?
Ide a um local deserto, à noite, e contemplai as estrelas
Isso deverá responder a tal questão
Se estabelecermos a mente numa relação
Com a origem subtil, pacificámo-la
Uma vez pacificada, expandir-se-á com naturalidade
E acabará, finalmente, por tornar-se
Tão vasta e imensurável quanto o céu nocturno

6

A Unidade Subtil dá origem a toda a forma
E, ainda assim, pela sua parte, não expressa nenhuma, definida
Se procurarmos captar isso
Sob a forma de uma imagem mental nós a perderemos
As pessoas formam imagens mentais
Tão logo a Unidade é mencionada
E procuram ver que a sua realidade se adapte à sua imaginação
É como prender uma borboleta com um espeto;
Teremos capturado a carcaça, porém, o seu voo
Ter-se-á perdido
Do mesmo modo, esse acto de a adaptar a uma imagem
Deturpa-lhe a realidade e levam-nos a separar-nos dela
Porque não nos contentaremos com a simples experiência?

7

O ensinamento do Caminho Íntegro
Prosseguirá enquanto subsistir o Todo
E quem pretenda incorporá-lo
Aquilo que hoje é representado através destes caracteres actuais
Aparecerá sob diferentes formas nas gerações vindouras
No entanto, aquilo que representa, jamais se alterará;
Aqueles que desejarem alcançar a Unidade
Devem pôr em prática a virtude indiscriminada
E dissolver toda a ideia de dualidade como "bem" e "mal"
"Belo" e "feio", "elevado" ou "indigente".
Terão de pôr de lado todo o preconceito mental
Originado da cultura ou crença religiosa
Terão de eliminar os conceitos inflexíveis acerca do eu e dos outros
Não alimentarão nenhuma estrutura rígida de conceitos
Formados pelo hábito e que impeçam
A percepção da verdade subtil da integridade universal
Na verdade, devem reter a sua mente livre
De todo o pensamento que interfira com a sua compreensão do Universo Como uma unidade harmoniosa
A implementação de tais práticas também representará
O começo da libertação.

8

Devo confessar não existir nada a ensinar
Nem religião, nem ciência, nem corpo de informações
Que nos conduza a mente de novo rumo à Totalidade
Não existe nada de definitivo e imutável
Que nos possa conduzir à Verdade Íntegra
Tampouco a consciência destituída de condicionamentos
Constitui modo determinado e inalterável de perceber as coisas
Hoje, pronuncio-me desta forma, amanhã, o farei de outro modo
Todavia, o Caminho Íntegro está para lá das palavras
E dos limites da mente
Tomem unicamente atenção pela unidade das coisas.

9

Aquele que busca a admiração do mundo
Faz bem em juntar uma fortuna, para depois a esbanjar
O mundo responder-lhe-á com admiração
Na devida proporção do seu tesouro
Mas é claro que isso é destituído de sentido
Cessai de vos esforçardes por obter admiração
Depositai a vossa estima no Absoluto
Vivei em acordo com ele e partilhai os ensinamentos
Que conduzem à unidade com os outros
E sereis inundados pelas bênçãos que dele emanam
As verdadeiras bênçãos e amor impessoal
Estão além de toda a medida.

10

Aquele que se livra dos sentidos
Não retém qualquer ideia daquilo que obteve
Aquele que toma consciência da sua vida
Como um movimento interminável de ir e voltar
Não poderá apegar-se a nenhuma etapa da sua vida
Aquele que obtém a transcendência máxima
Não pensará ter transcendido a vida nem a morte
O ego assemelha-se a um macaco que vive a saltar nas árvores
Completamente fascinado pelo reino dos sentidos
A balançar entre um desejo e o seguinte, de um para outro conflito
De uma ideia auto-centrada para outra
Se o ameaçardes, ele temerá pela sua sorte
Deixai tal macaco prosseguir; soltai a actividade dos sentidos
Deixai que o desejo prossiga de igual forma; os conflitos e as ideias
Soltai a ficção da vida e da morte
Permanecei simplesmente no centro da observação
Depois, esquecei-vos de estar a observar
Se permanecerdes isentos de desejos
Alcançareis a felicidade da ausência de ego.

11

Será que um aroma atrai mais do que outro?
Não preferireis este paladar ou aquela sensação?
Será a vossa prática sagrada e o vosso trabalho algo profano?
Nesse caso, a vossa mente conhecerá a separação:
Com relação a si mesma; com relação à unidade; ao Todo
Mantende a vossa mente livre de toda a divisão e distinção
Se ela for desapegada, simples e silenciosa
Então todas as coisas poderão coexistir em perfeita harmonia
E podereis começar a perceber a verdade subtil

12

Desejareis habitar o espaço sagrado?
Gostaríeis de gozar do respeito e do companheirismo
Dos seres espirituais mais elevados?
Não preferiríeis obter a protecção dos guardiões dos oito raios?
Nesse caso, acalentai o Caminho Íntegro
Observai estes ensinamentos com reverência
Praticai as verdades que enunciam
E esclarecei-as junto de quantos as desejarem compreender
Recebereis tantas bênçãos do universo
Quanto existe de grãos de areia no Rio da Eternidade

13

As partículas diminutas que compõem o vasto universo
Não são diminutas de todo; tampouco é vasto esse universo
Isso não passa tudo de simples noções da mente
Que se assemelha a um gume a tirar aparas no Incriado
Procurando torná-lo inteligível e moldável
Contudo, aquilo que está além de toda a forma
Torna-se impossível de entender
E o que transcende todo o conhecimento, é incontrolável
Resta-nos, apesar de tudo, esta consolação:
Aquele que soltar tal gume descobrirá o Todo nas marcas que deixa

14

Não podereis dissolver o ego?
Não conseguireis abandonar a ideia de "eu" e os outros?
Não podereis abandonar as noções de macho e fêmea
Curto e comprido, vida e morte?
Não conseguireis dissipar todas essas
Expressões de dualidade e individualidade
E abraçar o Todo, sem cepticismo, conflito nem pânico?
Se o conseguirdes, podereis alcançar a essência da Unidade Integral
Entretanto, tratai de evitar pensar na unidade
Como algo incomum, sublime ou transcendental
Ou uma forma de exaltação
Pois assim ela deixará de ser verdadeira Unidade
Por a limitarmos à esfera mental da dicotomia
Pela simples razão de se tratar da Unidade
A sua realização encontra-se além de toda a concepção
Trata-se simplesmente de uma verdade total, completa e essencial

15

A tolerância é uma virtude necessária na vida, mas
Para o indivíduo íntegro e altamente evoluído
Não existe coisa alguma que se designe como tal
A tolerância existe apenas na esfera da relatividade
Além disso não existe coisa tal como o "outro" a quem tolerar
Tal indivíduo desistiu de abraçar toda a noção de individualidade, e
Depois que se elevou acima dos conceitos relativos da mente,
Estende uma acção de boa-vontade
Isenta de preconceitos, em todas as direcções
Jamais abriga ódio, contesta ou oferece resistência
Mas centra-se numa existência de aprendizagem constante
Amar, odiar, sustentar expectativas; tudo isso são formas de apego
E o apego impede o desenvolvimento da nossa existência real
Dessa forma, toda a nossa existência se torna desafeiçoada
E existe em relação com todos
Através de uma atitude destituída de convenções
Justamente por isso, a sua própria existência beneficia de todas as coisas
Porque, entendam, aquilo que possui forma
É semelhante ao que de forma é destituído
E aquilo que adquire vida, é semelhante ao que não a tem
Isto constitui a verdade subtil e íntegra do universo
E não uma invenção religiosa
Contudo, só aquele que evoluiu suficientemente para um estágio elevado
Poderá entender o que está além do domínio
Da veracidade e da falsidade da lógica comum.

16

A maior parte das religiões do mundo
Serve unicamente para fortalecer o apego pelos conceitos falsos
Tais como: "eu" e os outros, vida e morte, céu e terra, etc.
Aqueles que se deixam enredar por tais falsas noções
São impedidos de perceber a Unidade Íntegra
A virtude mais elevada que podemos exercitar
Consta da aceitação da responsabilidade
Por descobrir e transmitir toda a verdade
Alguns auxiliam os demais com o fim de receber bênçãos e admiração
Mas isso é destituído de sentido, muito simplesmente
Outros cultivam a própria pessoa
Em parte, para poder servir os demais
E em parte para servir o próprio orgulho
Na melhor das hipóteses, esses tornar-se-ão meramente capazes
De se aperceber de "meia verdade"
Mas, aqueles que se aperfeiçoam pelo bem comum-
A esses se revelará toda a verdade do universo
Para poderdes descobrir essa verdade total
Praticai a sinceridade na vossa vida diária
E partilhai-a de forma humilde com os demais
Desse modo penetrareis o reino do divino.

17

Não adoreis deuses nem instituições religiosas
Como essência da verdade subtil
Porque, proceder desse modo implica estabelecer
Intermediários entre vós próprios e o divino
E tornar-vos pedintes, em busca de um tesouro
Que se acha oculto dentro do vosso peito
Se pretenderdes venerar o Absoluto, tratai, primeiro
De o descobrir no vosso próprio coração
Só depois de descobrirmos a natureza divina
É que a oração ou qualquer forma de reverência da vida universal
Pode representar um culto espiritual
Então, a vossa veneração adquirirá significado

18

Não existe método nenhum para a realização do Todo
Considerar qualquer método como eficaz
Implica a criação de uma dualidade
O que unicamente fará atrasar o vosso entendimento subtil
O indivíduo de comprovada maturidade
Será capaz de perceber a improdutividade
De toda a metodologia rígida externa
Tendo isso presente, mantém sempre uma atitude sem artifício
E assim também, é sempre livre para seguir o Caminho Íntegro
Trata de compreender os ensinamentos dos mestres
È altruísta e cultiva uma visão imparcial
Dissolve todos os conceitos de dualidade
E desdobra-se no serviço pelos semelhantes
Procede a uma higiene interior
E não se torna causa de distúrbios para com o seu mentor
Com embaraços emotivos ou materiais desnecessários
Supera com brandura todos os obstáculos
Que se deparam à sua compreensão
Preserva uma sinceridade constante e incondicional
E abre o espírito, permanecendo como um vaso vazio
Para receber a luz da comunhão espiritual
Com a energia divina
A sua humildade, perseverança, adaptabilidade e cultivo interior
Evocam uma resposta universal
Que o inundará de claridade.

19
Para o indivíduo de compreensão comum
A dimensão do fenómeno humano parece vasta
Mas na verdade nem é grande nem pequena, somente é percebida assim
Para a pessoa de compreensão comum
Sempre há aqueles cuja consciência necessita despertar
Na realidade porém, não há "eu" nem o outro.
Para a pessoa comum o templo é sagrado, ao contrário do campo
Mas também isso constitui uma forma de dualidade
Que vai contra a verdade
Aqueles que se acham altamente desenvolvidos
Preservam uma percepção indiscriminada
Tudo percebem sem nada classificarem
Mantendo desse modo a consciência da suprema Unidade
Desse modo são suportados por ela!
Essa compreensão é o fundamento da consciência recta

20

Um clarividente deve ser capaz de perceber formas indistintas
Porém, é incapaz de perceber o Incriado, destituído de forma
O clariaudiente pode escutar sons especiais
Porém, é incapaz de escutar o som do silêncio
O indivíduo dotado de dom da telepatia
Pode comunicar directamente com a mente alheia
Porém, é incapaz de comunicar com aquele que alcançou a não- mente
O telecinético é capaz de mover objectos sem lhes tocar
Porém, é incapaz de mover o intangível
Tais habilidades só farão sentido no domínio da dualidade
Desse modo não possuem qualquer sentido diante da Unidade
Dentro da Suprema Unidade nada disso tem realidade
Tudo é percebido constantemente
Preservado no seu devido valor

21

Cada momento é frágil e fugaz, transitório
Não podemos reter o que já passou, por mais belo que tenha sido
O presente não poderá ser sustentado, apesar de poder ser de alegria
E o futuro, conquanto desejável, não poderá igualmente ser detido
Mas a mente desespera por poder deter a corrente do tempo
Possuída pelas ideias do passado
Preocupada com as imagens do futuro
Faz vista grossa à verdade completa do momento
Não é a mente que varia constantemente
Mas os acontecimentos que estão sempre a mudar
Se não são os acontecimentos a tomar por completo a mente e a absorvê-la
São os preconceitos e as preocupações que impedem
De alcançar a verdadeira consciência
Aquele que é capaz de dissolver a sua mente e pôr fim ao apego
Acolherá subitamente a Totalidade a seus pés
E a clareza do espírito à mão

22

De que forma poderemos perceber a unidade divina?
Através da beleza da forma
Das maravilhas de cortar o fôlego e dos milagres imponentes?
O Absoluto não se apresenta sob esses traços
Mas está sempre presente e disponível
E revela-se quando todo o discurso se exaure
E quando a mente se dissolve, ela apresenta-se
Quando cultivamos a clareza cristalina
E a pureza sem mácula, ela revela-se
Quando adoptamos a sinceridade incondicional, ela revela-se
Se desejardes ser regido por ela
Vê-la-ão por toda a parte;
Até mesmo nas coisas mais ordinárias

23

Muito embora o que o bom mestre professe possa ser uma verdade
As palavras sempre falham em revelar a verdade suprema
Assim sendo, o mestre mais consumado nada terá a dizer
Partilhará de si oferecendo os seus préstimos
Sem jamais pretender erigir qualquer doutrina religiosa
Nem se preocupar por que sigam qualquer via
A isto se chama "fazer o que é feito pelo não-fazer".

24

A percepção subtil da verdade universal
Não deve ser levada em conta de ser uma realização
Porque, pensar em termos de realização
Implica que aquilo que visamos alcançar
Seja colocado no exterior da nossa própria natureza
Mas isso é errado e desencaminha-nos
Da compreensão de que
A nossa natureza é a natureza íntegra universal
Ambas são uma e a mesma coisa; inclassificável!
Todavia, eternamente presente!
Abram simplesmente o espírito a isso.

25

A Unidade revela-se pela qualidade de ser singela de todas as coisas
Não existe nada que seja superior nem inferior
Quando vivemos a vida com sinceridade
Sem nenhuma consciência de "eu" e dos "outros; da vida e da morte
Toda a actividade e momento serão uma expressão
Da verdade livre da servidão
Nem todas as sendas espirituais conduzem à harmonia da Unidade
Na verdade, a maior parte constitui um desvio e uma forma de distracção
Porque não confiamos na plenitude e simplicidade do Caminho Íntegro?
Se vivermos com uma sinceridade incondicional
E acolhermos a unidade universal
Erradicaremos toda a dualidade e celebraremos a igualdade das coisas
E o nosso tempo presente será de verdade

26

Existem duas espécies de bênçãos:
A primeira é constituída pelas benesses mundanas
Adquiridas através dos bons actos
Esta, diz respeito à mente, e como tal
Acha-se confinada ao tempo e espaço
A segunda consiste na bênção total que desce
Sobre aqueles que atingem a consciência suprema da Unidade
Essa consciência liberta-nos da escravidão do tempo e espaço
Para se alçar livre através da harmonia irrestrita da Totalidade
De modo similar, existem duas formas de sabedoria
A primeira é uma forma de sabedoria mundana
Que consiste na compreensão conceptual das nossas experiências
Devido a que seja subsequente às próprias ocorrências
Deve inibir necessariamente a nossa compreensão directa da verdade
A segunda, formada pela sabedoria integral
Envolve a participação directa em todo o momento
Tanto o observador como o observado se dissolvem
À luz da pura atenção
Sem que quietude nem conceito algum se apresente e enfraqueça tal luz
Ser é conhecer
As bênçãos e a sabedoria que sobrevêm
Pela prática do Caminho Íntegro, é um milhão de vezes
Mais sublime do que as bênçãos e a sabedoria mundanas combinadas

27

Não imaginem que o indivíduo íntegro
Possua a ambição de instruir os desatentos
Ou de eleger as pessoas de carácter mundano para o plano íntegro
Para ele não existe "eu" nem "tu" nem ninguém para ser elevado
Não existe céu nem inferno nem destino nenhum, para ele
Desse modo, o seu único cuidado consiste na sinceridade pessoal

28

É tentador perceber o "corpo da verdade"
Reflectido em todos os tipos de formas belas
Mas, se assim fosse, então todos os corpos celestes e luminosos
Haveriam de ser a expressão dessa Totalidade
Se identificardes a verdade suprema
Com uma forma ou expressão particular
Nem sequer a tereis percebido

29

Não pensem que podem atingir a atenção total
Nem o esclarecimento completo, sem uma disciplina e prática adequadas
Isso não passa de uma forma de egotismo
Os ritos apropriados canalizarão as vossas emoções
E energia vital na direcção da luz
Sem a disciplina da prática, deambularão para trás e para diante
E soçobrarão nas trevas
Nisto reside o segredo sublime:
Do mesmo modo que a verdade subtil pode ser alcançada
Por meio de uma conduta de virtude e simplicidade
Da observação de um regime saudável
E da compenetração íntima e de uma boa autodisciplina
Também do mesmo modo é sustentada por elas
Os indivíduos altamente evoluídos conhecem esta verdade e respeitam-na
Consequentemente sabem que a vida é mais do que o fenómeno
Individualizado e físico, e que a consciência não cessa com a morte
Os indivíduos de virtude não se aproveitam dos demais
Nem buscam recompensas nem favores com os seus actos
Mas praticam-nos sem nenhuma consideração pessoal
Sem que nada façam que deite a perder
A qualidade incondicional da sua virtude
Aquele que possui virtude íntegra não se interessa pela exaltação pessoal
Trata de expor a verdade e mostrar o caminho
Para a evolução de toda a humanidade
O seu objectivo não reside em partilhar a excelência do seu intelecto
Nem tampouco dar mostras da sua enorme compaixão
Mas em revelar responsavelmente o erro, no caminho percorrido

30

Poderá a beleza ou a perfeição ser postas em palavras?
Alguma vez chegará a palavra a poder traduzir a beleza da árvore?
Para a podermos perceber temos de a olhar com os nossos próprios olhos
A linguagem é incapaz de capturar a melodia de um trecho de música;
Para a podermos perceber temos de a escutar com os próprios ouvidos
Assim é também com relação à verdade:
O único meio de a entendermos é experimentando-a directamente
A verdade subtil do universo
É intraduzível por palavras ou pensamentos
Aquele que pensa nela, afasta-se dela e torna-a obscura
Por isso o ensinamento superior não cabe nas palavras
Os próprios termos que emprego não constituem o remédio
Mas tão só a receita
Não constituem o destino traçado mas apenas um mapa
Para vos ajudar a alcançá-lo
Tudo o que se pode fazer é indicar o caminho ao viandante
Não se pode percorrê-lo no seu lugar
Quando o atingirem, silenciem a mente e encerrem a boca
Não se ponham a analisar a verdade íntegra
Esforcem-se, ao invés, por vivenciá-la:
De forma silenciosa, indivisa e com toda a harmonia do vosso ser

31

A essência subtil da Unidade não vem nem vai
Não está no sentar nem no deitar
Não emana de nenhuma coisa concreta
Nem se dirige para nenhum lugar mas está em tudo
Ter consciência do ser na integridade da unidade
É como assistir ao reflexo da lua sobre as águas do lago imóvel
Na verdade, a lua não está no lago, porém, fala-se nesses termos
Se as nuvens encobrirem a lua, dirão que ela não está lá
No entanto, ela não se deslocou para nenhum lugar
A relação da essência universal com a alma individual
Assemelha-se exactamente à relação entre a lua
E o seu reflexo na água do lago
A segurança espiritual está sempre presente
Mas a actividade da mente cria os fenómenos de separação aparente
A verdadeira essência jamais deixa de reagir à consciência correcta
Quando a mente se acha perturbada e confusa
A verdade da Unidade parece sumir; no entanto continua presente
Não podereis abandonar a palavra que procura descrevê-la
As ideias, atitudes incorrectas e expectativas?
Se assim for, a unidade assomará á vista
Não conseguireis permanecer imóveis e observar o íntimo?
Se puderdes, descobrireis que a verdade
Está sempre disponível e responsiva
A afirmação do "eu" é a origem de todo o sofrimento
Que nos separa da natureza íntegra
Não se devem apegar a imagens nem a bênçãos especiais
Não se devem concentrar na virtude do que quer que seja
Nem reverenciar nomes

32

A compreensão do ego diz-nos que o mundo é vasto
E formado por partículas ínfimas
Que, pela união, compõem o mundo
Este se dispersa, segundo tal entendimento,
Quando as partículas diminutas alcançam existência
O entendimento do ego é entrosado por todos esses nomes e ideias
Porém, a verdade subtil consiste em que
Tanto o mundo como as partículas são uma mesma coisa
Nem um é vasto nem o outro é diminuto
Tudo é semelhante, simplesmente não são referenciados como tal
Não existe diferenciação digna de nota
Entre o mundo e as partículas que o formam
Excepto que a sua denominação distinta se deve
À natureza relativa dos conceitos de 'pequeno' e 'grande'
Quando se reúnem, diz-se surgir o mundo
Quando se dispersam, chamam-se 'partículas diminutas'
Todavia, é inexacto referir-se que sejam diferentes
Tampouco será exacto referir que o mundo
Seja um agrupamento de partículas minúsculas
Dotadas de múltiplas formações
Ou que as partículas se agrupem e se integrem ao moldar o mundo
Cada partícula diminuta constitui um mundo de matéria
E um mundo de espiritualidade, simultaneamente
Da mesma forma, cada acontecimento é constituído por
Uma ocorrência conjunta de múltiplos elementos diversos
Com efeito não se trata de acto isolado, único, nenhum
Mas de uma variação e um segmento do Todo
A Totalidade é a combinação de actos singulares
Mas estes contêm a essência vital do Todo
A Totalidade contém a substância vital das ocorrências singulares
Não há distinção
Nenhuma das preposições anteriores poderá ser distinguida
Como primária ou secundária porque, na verdade,
Não apresentam diferenças verdadeiras
Não dispomos de bases para fundamentar tais crenças
Ou as comentarmos
Aqueles que vivem apegados ao ego
Ficam sistematicamente perplexos
Diante do dilema do 'semelhante' e do 'diverso'
Mas isso representa unicamente uma manipulação da mente
Que nada tem que ver com a realidade
Tanto os nomes como os conceitos só nos bloqueiam
A percepção da suprema unidade
Como tal, sensato é ignorá-los

33

Da mesma forma que o universo não se acha separado
Do corpo individual
Também o corpo individual não está separado do corpo cósmico
Conquanto universo e corpo não sejam diferentes
Também não são o mesmo
Mundos e partículas; corpos e seres; tempo e espaço
São uma criação conceptual
Na totalidade da verdade, todas as coisas são uma só
São todas expressões transitórias do Todo
Invisível e irrealizável, o Todo está para além
De toda a tentativa de análise e categorização
Ao mesmo tempo, a sua verdade encontra-se por todo o lado
Por onde quer que nos voltemos
Se puderdes abandoná-la mentalmente e envolvê-la com o coração
Ela viverá em vós para sempre.

34

Todas as coisas, no universo, se movem do subtil para o manifesto
Para retornar, novamente, ao subtil
Conquanto a forma possa dizer respeito a uma estrela ou pessoa
O processo não difere
Antes de mais, existe a energia subtil
A seguir, torna-se manifesta e adquire vida própria
Após algum tempo, a vida passa
Ao passo que a energia subtil prossegue
Quer retornando ao reino subtil, a que pertence,
Ou apegando-se, de novo, à manifestação
O carácter da nossa existência é determinado
Pelas energias às quais nos ligamos
Se nos aproximarmos das energias grosseiras:
"Amar uns e odiar outros ou rejeitar uma experiência
Enquanto adquirimos hábitos de indulgência por meio de outra"
Nesse caso originareis toda uma série de vidas caracterizada
Por um profundo apego
E isso pode prosseguir de modo bastante entediante e longo
A expressão da existência íntegra
Está em unir-se à ordem das coisas superiores.
Se nos mantivermos no que é refinado e subtil
Tal existência adquirirá uma expressão refinada e subtil
Se penetrar o mundo, fá-lo de tal modo ligeiro
Que não sustentará apego algum
Desse modo, poderá passar por qualquer lugar
E ir a qualquer parte
Sem jamais deixar o centro do universo.

35

O conhecimento intelectual existe tanto no cérebro como fora dele
No entanto, devido a que faça parte do corpo,
Que deverá um dia desaparecer,
Essa colectânea de factos, conquanto ampla e impressionante,
Deverá desaparecer do mesmo modo.
A capacidade de conhecer continua a desenvolver-se
Após o renascimento; no entanto o seu conteúdo não é preservado
A visão intuitiva do insight, todavia, permanece uma função do espírito
Devido a que o espírito vos preceda em todos os ciclos
Da vida, da morte e do renascimento
Possuis a oportunidade de cultivar
Esse insight de uma forma continuada
Se for refinado ao longo do tempo, esse insight tornar-se-á
Puro, constante e imperturbável
Isso representa o começo da imortalidade.

36

É completamente possível alcançar a imortalidade
E experimentar a felicidade absoluta e a liberdade eterna
A prática da virtude indiscriminada
Consiste num meio para atingirmos tal fim
Se praticardes a amabilidade e a gentileza
Alinharão a vossa vida pelo Caminho Íntegro
Desse modo procedereis à eliminação dos limites ilusórios
Existentes entre as pessoas e as sociedades;
Entre luz e trevas; entre a vida e a morte.
Se eliminardes tais ilusões
Obterão a companhia de seres espirituais mais elevados.
Na sua companhia, e observância da sua virtude,
Estareis protegidos de todas as influências negativas
E a vossa energia vital não mais será confinada à causa e efeito
Dessa forma, alcançareis a imortalidade.
Lembrem-se: não se trata de
Os que cultivam a integridade e a virtude em si mesmos
Não encontrarem dificuldades na vida.
Trata-se, antes, de entenderem que as dificuldades
Não são problemas mas o desdobramento da virtude e suas leis subtis
Os problemas são a própria via para a imortalidade.
Não pode haver desenvolvimento completo
Se não vivermos uma vida completa
Se o nosso desenvolvimento for parcial
Isso conduzirá ao desequilíbrio e à contradição
Se as enfrentarmos as dificuldades
Com uma atitude de calma e abertura de espírito,
Seja qual for o modo como ocorrerem,
E nos desenvolvermos com alegria, em resposta a elas
Tornar-nos-emos tão naturais, completos e eternos
Quanto a própria vida.

37

A alegria e o sofrimento são o destino inelutável de todo o indivíduo
Todavia, a extensão dessa causalidade é determinada
Pela compreensão da subjectividade inerente à consciência do ser
O indivíduo dotado de índole superior
Trata do bem-estar de todas as coisas
E fá-lo tanto pela aceitação das responsabilidades para com os demais
Como pela energia que manifesta
Tanto na sua forma activa como passiva, pela intuição do subtil
Se contemplar uma árvore não perceberá uma coisa dissociada
Sob a forma de raízes, folhas, tronco, água, solo e luz solar.
Cada evento está relacionado aos demais, e como tal,
Perceberá a árvore como que eclodindo dessa relação.
Olhando-se a si ou aos outros, ele contempla a mesma coisa
Árvores, animais, seres humanos, insectos, flores e pássaros
Forma tudo uma imagem activa das energias subtis
Que fluem a partir das estrelas, em raios energéticos
Que por todo o universo se misturam
E combinam entre si e com os elementos da Terra
E desse modo fazem brotar todas as coisas vivas.
O indivíduo superior compreende isso, bem como a forma
Como as próprias energias tomam parte no processo.
Compreendendo tais coisas preserva reverência
Pela terra como nossa mãe; pelo céu como nosso pai
E por todas as coisas viventes numa fraternidade
Ao tratar delas, sabe que trata de si mesmo
Dando-lhes de si, sabe que está a dar a si mesmo
Permanecendo em paz com elas
Sempre permanece em paz consigo próprio.

38

Porque deveremos precipitar-nos na busca da verdade?
Ela ressoa em cada coisa e cada não-coisa
Mesmo diante da ponta do nariz
Não poderemos permanecer imóveis
De forma a poder percebê-la na montanha, no pinheiro e em nós?
Não pensem que se alcançarem bastante conhecimento
Poderão descobri-la
O conhecimento dá, também, lugar à dúvida
E esta torna-nos famintos de mais conhecimento
Mas jamais vos saciareis nutrindo-vos desse modo
O sábio encontra o seu "comensal" em algo mais subtil
E nutre-se na compreensão de que o nomeado brota do Inominável
Bem como da compreensão de que o ser decorre do não-ser
E de que o mundo descritível emana de fonte indescritível
Descobre essa verdade subtil incrustada no seu próprio ser
E desse modo torna-se auto-satisfeito
Aquele que busca a verdade, deita-a a perder
Aquele que se esforça por a apreender, faz com que ela se escape
Portanto, quem será capaz de permanecer sereno
Enquanto observa a natureza cambiante e mutável do mundo?
Os tolos deixam-se constantemente levar por impulsos
Porém, o sábio conhece que a vitória e a derrota
São decididos por algo bem mais subtil
Percebem a existência do estado original perfeito antes
De empreenderem qualquer movimento
Essa paz originada pela percepção subtil deteriora-se
Sempre que se empreende qualquer atitude artificial
Por isso, dai-vos por satisfeitos se conseguirdes não perturbar a paz
Permanecei em silêncio e tratai de descobrir a harmonia existente
No vosso próprio ser, e abraçai-a; sede verdadeiros
A magnitude e a semelhança da verdade fazem parte disso
Se forem capazes disso, ganhareis tudo
E o mundo tornar-se-á profícuo, de novo
Se não forem capazes, perder-se-ão por entre as trevas da ilusão.

39

Se sairdes à procura do Criador Supremo, voltareis de mãos a abanar
Insistir nas condições em que as coisas se manifestam
Ou sair em busca das causas a partir dessas disposições
Essa procura jamais terminará
A menos que deparemos com algo incondicional
Pois então os princípios de transformação tornar-se-ão explícitos
Não existe uma única coisa, no universo, que tenha sido "criada"
Nem nenhuma coisa que não seja realizada
A essência subtil do universo é, em última instância, irrealizável
Semelhante à corrente de um rio invisível
Eternamente a fluir através do vale fértil
Silenciosa e incriada, dá origem a todas as coisas
Todas elas brotam do reino subtil para o mundo manifesto
Por meio do intercurso das expressões yin e yang
A dinâmica de yang força para adiante
Enquanto a energia imóvel e passiva yin é receptiva
Através da integração de ambos, as coisas alcançam a existência
Isso é conhecido como o Supremo Tai-Chi
A Verdade Íntegra do universo
Tudo é um Tai-Chi: o vosso corpo, a criação,
A transformação, a forma, a aparência, a sabedoria, a energia
A união das pessoas, a cessação do tempo e dos espaços
Cada um deles eclode à existência por meio da integração de ambos:
Yin e yang
Cada uma delas encontra sustento e dispersa-se
Sem a direcção de qualquer criador
(aparte da causalidade do desejo)
A vossa criação e transformação pessoal,
A acumulação de energia e sabedoria,
O declínio e a cessação do organismo,
Tudo isso ocorre por mote próprio, dentro de um enquadramento
De subtil operação do universo.
Desse modo, não necessitamos de esforço nenhum nem agitação.
Tenham unicamente consciência desse supremo Tai-Chi.

40

As leis naturais do universo são invioláveis
A energia condensa-se na substância
Os alimentos são ingeridos pela boca ao invés do nariz
Vemos o mundo através dos olhos e não com os ouvidos
Se um indivíduo deixa de respirar, toma uma cor pálida e morre
Certas coisas simplesmente não podem ser desprezadas
Tudo possui uma função natural, que não se pode questionar
Também constitui uma lei cósmica que
Tudo aquilo que fazeis ou dizeis determine
Aquilo que venha a ocorrer na vossa vida
A pessoa vulgar pensa que tal lei seja exterior a si própria
E sente-se confinado e controlado por tal facto
Desse modo, os seus desejos perturbam-lhe a mente
A mente perturba-lhe o espírito,
E passam a viver no tumulto e na constante agitação
Tanto consigo próprios como com o mundo
Despendem toda a sua existência numa luta
Isso ocorre em função de acalentar a noção de um "eu"
Exterior à lei subtil que percebe
O indivíduo superior, porém, reconhece
Que tanto ele como a lei subtil formam uma só coisa
Por isso trata de se cultivar, de modo a poder entrar em acordo com ela
Levando moderação às suas acções e clareza à mente
Ao proceder desse modo, descobre ser Um
Com tudo o que é divino e iluminado
No entanto, descobre também que nada existe que possa ser denominado Felicidade ou infelicidade, porquanto ambos
São conceitos da mente dualista, e nenhum tem existência própria
Ninguém pode julgar outra pessoa; cada um é mestre da sua vida e morte
Da mortalidade e da vida eterna
Aquilo que fizerdes deverá ser aquilo em que vos tornareis
A verdade profunda é sempre simples; no entanto, o ser íntegro
Não a trata como simples nem profunda.

41

Bom e mau, nós e os outros, vida e morte;
Porque afirmamos tais conceitos?
E porque razão haveremos de os negar?
Mas o indivíduo íntegro sabe que
Qualquer desses actos representa um conceito mental
Todas as criações relativas da mente e condições de vida
Quer ideológicas, pragmáticas ou teológicas
Não passam de um sonho, um engano, um reflexo
Que não dura mais do que o orvalho matinal
Ou os relâmpagos no céu do estio
Todas essas operações levadas a cabo pela mente são de todo fúteis
Sustentai uma ideia e logo outras acorrerão a competir com ela
Em breve, ambas instalarão o conflito com uma terceira
E com o tempo, a vossa vida torna-se
Infelicidade, tagarelice e contradição
Procurem, ao invés, manter a mente indivisa
E dissolvam todas as ideias com uma consciência íntegra.

42

Nada daquilo que pertence ao reino do pensamento
Ou das ideologias é absoluto
Apoiai-vos durante tempo suficiente num desses pedestais
E ele entrará em colapso
Por causa disto, nada há de mais fútil e frustrante
Do que apoiar-se na mente
Para podermos atingir a Imperturbável Unidade
Devemos transcender o processo mental
Da separação e da fragmentação
Para o conseguirem silenciem o pensamento
Deixem de analisar, dividir e estabelecer distinções
Entre uma e outra coisa
Percebam simplesmente que já se acham no "centro do universo"
E aceitem todas as coisas e seres
Como parte intrínseca de vosso corpo infinito
Quando perceberem que uma acção empreendida junto do outro
É exercida como a vós próprios
Então tereis percebido a verdade suprema.

43

Em tempos idos, as pessoas levavam uma existência íntegra
Não enfatizavam o intelecto pois compreendiam que,
Por si mesmo, o desenvolvimento intelectual
Conduz à fragmentação do conhecimento conceptual
Integravam mente, corpo e espírito, em todas as coisas que empreendiam
Isso permitia-lhes tornar-se mestres no conhecimento
Ao invés de vítimas de conceitos
Se surgisse alguma invenção nova, que pudesse proporcionar um atalho
Buscavam entender que tipo de problemas poderia
Em consequência causar
Ou que tipo de atalhos proporcionariam
O seu ensino era amplo e abrangente
E não enfatizava nenhum elemento em prejuízo dos outros
Valorizavam os velhos processos
Se dessem provas de ser genuínos e apropriados
Incorporavam a filosofia, a ciência e a prática espiritual num todo
E as vias renovadas, se elas pudessem provar-se efectivas
Todas as dificuldades poderão ser resolvidas se
Seguirmos o caminho íntegro da vida holística
Uni o corpo, a mente e o espírito em plena sintonia
Com tudo aquilo que fizerdes
Escolham os alimentos, o abrigo e as vestimentas
Que achem de acordo com a natureza
Deslocai-vos por vossos próprios meios
E permiti que tanto o vosso trabalho como a vossa recreação
Sejam uma e a mesma coisa
Praticai exercícios que vos desenvolva a totalidade do ser
Escolhei líderes de comprovada virtude
Ao invés da riqueza ou do poder que detenham
Servi os demais e cultivai-vos por meio dessa acção
Escutai música que estabeleça uma ponte de comunicação
Entre a mente e o espírito
Entendam que o verdadeiro crescimento decorre
Do enfrentar e resolver os problemas da vida
De um modo que esteja em harmonia convosco e com os demais
Se puderem seguir estes simples preceitos antigos,
Então serão capazes de uma contínua renovação.

44

A natureza da mente não iluminada e dos órgãos dos sentidos
Limitados e pouco habilitados como são no seu escopo
Só fortuitamente poderão reunir informação
Essa informação parcial é organizada sob a forma de julgamentos
Baseados em conclusões prévias, que por sua vez,
São geralmente baseados nas ideias suficientemente tolas de alguém
Esses falsos conceitos e ideias são, por sua vez,
Armazenados num sistema de memória altamente selectivo
De modo que, quanto mais se conhecer e compreender
Mais confusão decorrerá
Distorção acrescida!
A energia mental flui constantemente
Através desses canais distorcidos e inadequados
E, quanto mais uso fazemos da mente, mais confusos nos tornamos
Para podermos eliminar a apoquentação da mente
De nada valerá empreender qualquer acção positiva
Porquanto isso só reforçará os mecanismos da sua natureza
E criará mais problemas
O movimento gerado na tentativa de deter a perturbação da mente
Como voltar-se para a religião, em busca de amparo ou saída
Constitui justamente mais um desvio
Se não nos apegarmos ao que conhecemos ou percebemos
Sempre poderemos descobrir a visão interior
Dissolver a mente confusa é uma questão de não-agir
Evitai simplesmente tornar-vos apegados àquilo que percebeis e pensais
Renunciai à noção da separação da mente omnisciente do universo
Então, podereis recobrar o insight puro e original
E perceber, por entre todas as ilusões
Se não souberdes coisa nenhuma, obtereis consciência de todas as coisas
Lembrem-se disto:
Devido a que toda a clareza e esclarecimento se achem
Em vossa própria natureza,
Elas poderão ser alcançadas sem que tenham que mover uma palha!

45

Se corrigirdes a vossa mente, a vossa restante vida
Assentará devidamente no respectivo lugar
Isso representa uma verdade devido a que
A mente seja o aspecto regente da vida humana
Se o rio correr de modo desimpedido, limpo e pelos canais apropriados
Tudo o mais, ao longo das suas margens será ordenado.
O Caminho Íntegro não está no incremento a nós próprios
Ao invés, depende da capacidade de nos subtrairmos
Para corrigirdes a mente, confiai no não-agir
Deixai de pensar e de vos ajustardes ao que é complexo
Preservai a mente desafeiçoada e plena, no seu todo
Eliminai todas as ilusões, obscuridade e enganos
E acolhei a lucidez cristalina
Evitai toda a divagação e conduta desregrada
E concentrai-vos, ao invés na pureza da mente
Que o vosso puro insight original possa emergir
Aquietai a perturbação das emoções a fim de permanecerdes serenos
Eliminai todo o devaneio a fim de resguardar e aprimorar a visão interior
Não se afanem na adoração de imagens, ídolos nem ideias;
Isso assemelha-se a querer usar uma outra cabeça
No lugar da que já possuímos
Na verdade não existe nada a eliminar nem a estabelecer
Isso decorre do extravio da nossa natureza verdadeira
No entanto, quanto mais actuarem positiva e directamente
Mais se extraviarão. A solução está no não-agir
Lembrem-se:
Se puderem eliminar toda a actividade interminável
Isso poderá ocasionar o surgimento da vossa natureza íntegra.

46

O Absoluto dá lugar à unidade;
A unidade dá origem á dualidade de Yin e Yang;
Essa dualidade dá origem ao três
Já que deve existir algo de comum a ambos
O Três dá origem a uma miríade de coisas
Agora, esqueçam isso; O absoluto é absoluto
Não podendo reter nenhum estágio como a realidade completa
Nenhuma parte poderá formar o Todo
Nem se pode tomar o Todo como Todo
Porque ele não está dissociado da parte
Assim é também com qualquer parte da Totalidade
Mas esqueçam igualmente isso
Tomar o desapego como uma verdade
Ainda constitui um desvio da verdade
Quando rejeitamos um aspecto em prole de outro
Ainda agimos sob a acção do domínio do relativo
A dor e a alegria não passam de condições do ego
Esqueçam o ego.
O movimento é o natural; o mal está na estagnação
O tempo e o espaço são mutáveis e dissolvem-se
Não são fixos nem reais
Podemos encará-los como acessórios, porém, não pensem neles
Quando se afirma a unidade, tem de existir a diversidade
Quando se estabelece o dois, então deve haver o Três e toda
Uma miríade infindável de coisas
Desse modo passa a existir toda a sorte de divergências e diversidade
A forma de reunir a diversidade não está no buscar a unidade
Não vos impacienteis quanto a harmonizar coisa alguma
Os seres realizados estendem a sua força vital
Livremente, a tudo quanto os rodeia
Em suporte tanto dos seres com forma como destituídos dela
O sobrenatural é apenas uma parte da natureza
Exactamente do mesmo modo que o natural
A verdade subtil não enfatiza nenhum desses aspectos mas inclui ambos
Toda a verdade reside no Tai-chi
Para serdes capazes de cultivar a mente, o corpo e o espírito
Simplesmente equilibrai as polaridades
A realidade subtil, indescritível e total
É impensável pela mente conceptual
Pois está além do pensamento e da linguagem
Se as pessoas compreenderem isto
Isso fará brotar tanto a paz mundial como a harmonia universal
Mas não atribuam qualquer importância
A qualquer forma de compreensão ou harmonização
Ou a tornar todas as coisas uma só
As pessoas tendem a desenvolver apenas um aspecto da mente
Mas isso é perigoso e gera desequilíbrio
Não se deve reduzir a plenitude da mente
Porquanto ela comporta toda a felicidade da vida
Não há qualquer necessidade de desenvolver nada
O propósito do cultivo pessoal reside na natural transformação de si mesmo
Não precisais eliminar os obstáculos
Pois isso equivale a criar mais entraves
O universo já constitui um todo harmonioso
Tomem simplesmente consciência disso
Conservai a serenidade, sem fazer disso um objectivo
Se vos debaterdes pela busca interior da paz, perdê-la-eis!

47

A via dualista do pensamento
Representa uma forma de padecimento pouco saudável;
A da religião, uma deturpação da verdade;
A do materialismo, uma forma de crueldade;
A da espiritualidade cega, uma coisa irreal;
A dos cânticos não é mais santificada que o murmúrio do córrego;
Contar as contas do rosário é tão sagrado
Quanto o mero acto de respirar;
Os trajes religiosos têm um carácter tão espiritual
Quanto roupas comuns, ou de trabalho
Se desejardes atingir a unidade da Verdade
Não vos deixeis apanhar por tais superficialidades
E artifícios de espiritualidade, mas vivei, ao invés,
Uma vida serena e simples, livre de ideias e conceitos
Descubram a satisfação da prática da virtude indiscriminada
Como o único poder efectivo que representa
Se partilharem com os outros, sem egoísmo mas de forma altruísta
E irradiarem a vossa luz pelo mundo
Iluminando assim as próprias trevas
A vossa virtude tornar-se-á um santuário
Tanto para vós, como para todo o mundo
Aqueles que se acham no Caminho Íntegro dedicam-se à própria evolução
A sua vida constitui um processo de aperfeiçoamento e transformação
Isto é o que significa incorporar a verdade.

48

Desejareis poder livrar-vos dos nódulos mentais e emocionais
E tornar-vos num Todo?
Se for esse o caso, existem duas vias disponíveis:
A primeira é a da aceitação;
A afirmação inclui todas as coisas e aspectos do ser
E estendei a vossa boa- vontade e virtude
De forma libérrima, em todas as direcções, sem olhar a circunstâncias
Abraçai todas as coisas como parte da Harmonia da Unidade
E começareis a percebê-la
A segunda via é a da negação:
De todas as coisas exteriores à verdadeira natureza da pessoa
Que envolve toda a negação da criação mental e individualidade
Um véu a encobrir a realidade
Removam todas as camadas dessa ilusão e alcançareis a Unidade
Conquanto ambas as vias sejam inteiramente distintas
Ambas vos conduzirão ao mesmo resultado:
A consciência espontânea da Unidade Suprema
Por mais paradoxal que pareça, ambas significam o mesmo
Nós aceitamos e negamos tudo a um só tempo
Se negardes tudo que for exterior à vossa natureza eliminareis
Todo o entrave e contaminação mental
Os nossos pontos de vista e conceitos sobre a vida e religiosidade
Decorrem de uma manifestação mental
Se a mente tiver sofrido um condicionamento acentuado
É como se ela medisse tudo com uma régua torta
Se o sistema nervoso for regulado, tornar-se-á sereno e tranquilo
E possibilitará uma percepção clara
Porém, debater-se para atingir esse estado não é tão natural
Quanto a experiência espontânea da unidade em si
Nem quanto à participação nessa unidade
Para o ser íntegro nada existe que seja uno ou diverso;
Nem sujeito nem objecto
Uma vez tenhais alcançado a Unidade Suprema
Lembrem-se que é necessário
Que se esforcem por preservar a união com esse estado
Tudo o que tereis de fazer é participar dele.

49

Falar ou conversar sobre o Caminho Íntegro não é o mesmo que praticá-lo
Quem, alguma vez se tornou um bom cavaleiro simplesmente
Por falar bastante sobre cavalos?
Se pretenderdes incorporar o Absoluto
Parai de tagarelar e começai a praticar
Relaxai o corpo e aquietai os sentidos
Fazei com que a vossa mente reverta à sua clareza original
Esquecei a vossa separação com relação aos demais e ao divino
À medida que retornardes à Unidade
Não penseis nisso nem vivais no temor por isso motivado
Porquanto isso resultará numa outra forma de mais vos separardes
Mergulhai tão só na verdade e permiti que ela vos rodeie

50

O indivíduo é aquilo que pensa e diz
Nem as pulsões interiores nem as pressões externas
São a expressão directa da verdadeira natureza de uma pessoa
O único indicador da verdadeira natureza e virtude de alguém
É o comportamento genuíno
Que tipo de benesse vos trará o passar a vida a acumular bens?
Isso não equivale a preservar o Todo
Que benefício advirá de conformardes o vosso comportamento
Às convenções alheias?
Isso só violará a vossa natureza e dissipará as vossas energias
Por que razão deverão separara a vossa vida espiritual da prática?
Para o indivíduo íntegro tal distinção não existe
Vivei com simplicidade e virtude e sede autênticos na
Vossa natureza de ser, sem estabelecerdes luta nenhuma
Entre o que seja ou não espiritual
Procurai ignorar o tempo e renunciai às ideias e aos conceitos
E abraçai a Unidade
A isto se chama o Caminho da Integridade.

51

Quando obtemos a consciência da verdade absoluta
Tornamo-nos aptos a compreender todos os aspectos da vida
Como a constância, a estabilidade e a simplicidade
Aqueles que pretenderem conhecer a Verdade Universal
Devem praticar as quatro virtudes cardeais
A primeira consiste na profunda reverência
Por toda a manifestação de vida;
Tal compaixão manifestará um amor e um respeito incondicional
Tanto por si como por todos os seres e expressão natural da vida
O que difere da piedade artificial defendida pelas religiões
A que se chega por meio de falsas concepções
Se libertarmos a mente da servidão à ilusão a que se acha sujeita
Tomaremos consciência espontânea do verdadeiro carácter da vida
A segunda consiste numa sinceridade natural;
Ser naturalmente sincero significa ser-se genuíno, honesto, justo e íntegro
E também sermos livres de ilusões acerca de nós mesmos
E a capacidade de acolhermos o divino na vida
A terceira consiste na amabilidade;
Que se manifesta como gentileza, consideração pelos demais
O nível de gentileza de uma pessoa
Corresponde ao nível de desenvolvimento da alma
E sensibilidade para com toda a verdade espiritual
A quarta consiste na capacidade de suportar e de ser prestativo
Pelo serviço sem reservas, de forma a descobrirmos o verdadeiro
Carácter e dignidade bem como o sentido da vida
Isso manifesta-se no serviço pelos demais, destituído
De expectativas e recompensas
Todas as quatro virtudes não representam nenhum dogma externo
Mas antes uma parte da vossa natureza original
Uma vez praticadas, darão lugar à sabedoria
E à evocação das cinco bênçãos; a saber:
A saúde, a riqueza, a felicidade, a longevidade e a paz
A virtude é a mãe de todas as bênçãos, porque as protege
Por seu intermédio todos os movimentos da vida se realizam a contento.

52

Pensareis poder clarificar a mente sentando-vos sistematicamente
Numa postura silenciosa de meditação?
Isso deixará a vossa mente estreita, ao invés de a clarificar
Isso não representa o vazio da mente
Tal prática não passa de inflexibilidade
A atenção total é fluída e adaptável como a água
Não devem planear nenhum momento nem lugar específico para praticar
O esvaziar da mente, mas preservar um estado de incerteza
Em meio a todos os aspectos da vida; essenciais ou triviais
E faz-se presente sempre e em toda a parte
Isso é a verdadeira meditação
Quem será capaz de alcançar a clareza e a simplicidade
Procurando evitar o mundo?
A verdade é clara e simples e não está em evitar o mundo
Porque não simplesmente honrar os vossos pais
Nutrir afecto pelos vossos filhos
Auxiliar os vossos irmãos e irmãs
Ser leais para com os amigos
Cuidar do vosso cônjuge com devoção
Completar as vossas funções de forma cooperativa e alegre
Assumir responsabilidade pelos próprios problemas
Praticar a virtude sem exigir nada de antemão, dos outros
Compreender a verdade sublime
Em meio à preservação de modos comuns?
Isso representará tal clareza, simplicidade autêntica
E verdadeiro domínio de si
A pessoa espiritualmente amadurecida acolhe a essência
Ao invés da descendência; considera o mundo como sua família
E aceita cada um como um irmão; consegue transcender
Tudo que é passível de criar discriminação e hostilidade
E trata todas as coisas como iguais; resguarda a sua vida e a dos outros
De toda a negatividade, e conhece os ardis humanos, porém,
Mas preocupa-se em exercitar virtudes estáveis
Alcança a consciência da verdade e da totalidade da vida
No entanto conserva modos simples e comuns

53

Antigamente, as pessoas não precisavam fazer nada para serem sábias
Praticavam somente a actividade não-parcial e a ponderação
E eram naturalmente sensatas
Depois, começaram a afastar-se da integridade e da virtude
De sua condição original, o que possibilitou a necessidade da prática
Do cultivo pessoal a fim de poderem resgatar sua plenitude original
Ou consciência de si mesmo
A verdadeira compreensão que podemos obter
Possui dois atributos: atenção e acção, ou essência e função
Juntos, eles formam um verdadeiro Tai-chi
Quem poderá possuir verdadeiro esclarecimento espiritual
Enquanto permanece indiferente para com o sofrimento do mundo?
Isso não tem relação nenhuma com a preservação do Sentido
Somente aqueles que implementam o serviço na justa medida
Da sua compreensão, poderão ser chamados homens de verdade.

54

Em tempos idos, indivíduos possuidores de um elevado
Desenvolvimento, implementaram várias ciências holísticas
A fim de possibilitarem tanto a própria evolução espiritual
Como a dos demais
Essas formas subtis de arte foram criadas por meio da união
Da mente individual com a Mente Universal
Actualmente, ainda são praticadas por mestres de variadas tradições
Junto de quantos manifestam virtude e desejo de assistir os outros
O estudante que busca esse conhecimento e se dispõe
A estudar esses ensinamentos, faz avançar a evolução da Humanidade
Tanto quanto o próprio desdobramento espiritual
O estudante que os ignora, cria impedimentos ao
Desenvolvimento de todos os seres.

55

As práticas holísticas dos mestres da antiguidade
Integravam a ciência, a arte e o desenvolvimento espiritual pessoal
Nisso participavam o corpo, a mente e o espírito de igual modo
Elas incluíam:
1-Yi Yau, a ciência do conhecimento da cura, que incorporava
O diagnóstico, a acupuntura, a medicina herbal, a dieta terapêutica
E outros métodos similares
2-Syang Ming, a ciência que prediz o destino da pessoa
Syang significa observar, e Ming, todos os aspectos
Inter-relacionados da vida de uma pessoa
através das manifestações físicas externas do rosto, do esqueleto
Das palmas das mãos e da voz
3-Feng Shui, a ciência do discernimento das energias subtis dos raios presentes numa determinada localização geográfica, ou geomância,
A fim de determinar o modo apropriado de suportar as actividades
De determinada construção ou vila
4- Fu Kua, a observação das alterações subtis de yin e yang, com o propósito de definir decisões que se achem em harmonia tanto com o manifesto, como com os aspectos ocultos de uma dada situação. A base do Fu Kua inerente a todas as práticas taoistas consiste no estudo do I-Ching Ou Tratado das Mutações
5- Nei-Dan, Wai Dong e Fan Jung
A ciência do aperfeiçoamento das energias pessoais por meio da alquimia
Da química e do cultivo de uma prática sexual equilibrada
A fimde possibilitar uma revitalização e rejuvenescimento
6- Tai Syi, a ciência da revitalização por meio de técnicas
De visualização e respiração controlada.
7- Chwun-Shi, a transformação da essência espiritual pela observância do pensamento, de acordo com a Fonte do Divino
Com o objectivo de alcançar uma vida espiritual superior
8- Shu Ser, a sintonia do nosso viver diário
Com o ciclo universal das radiações de energia
9- Bi Gu, a observância do jejum em dias específicos, com vista ao Restabelecimento do espírito, determinados por certos posicionamentos
De determinadas harmonias estelares
10- San Yi, a ciência da adopção da unidade total transcendente
Com vista a realizar a concepção da "pérola mística"
11- Tai Chi Chuan, a observância de certas disciplinas físicas a fim de induzir e direccionar os fluxos de energia por todo o organismo e poder Alcançar o domínio do corpo, da respiração, da mente
Dos órgãos internos e da vida e da morte.
12- Fu Chi, a ciência da restauração e aperfeiçoamento das nossas Energias através da ingestão de alimentos puros e certas ervas
13- Chuan Se, a visualização holística da transformação da unidade
Da nossa existência interior e exterior
14- Dzai Jing, a purificação da energia pessoal
Por meio de práticas ascéticas.
15- Fu Jou, a criação de imagens místicas e gráfico e récita de invocações De natureza mística, com o propósito de invocar
Uma resposta do domínio subtil universal
16- Tsan Syan, o processo de dissolução do ego que permite o contacto com a Suprema Unidade, por meio do estudo das escrituras clássicas
E do diálogo com um mestre esclarecido.
17- Liu Yen e Chi Men, as ciências místicas da união das energias
Com o propósito de influenciar as questões externas
De entre esses, o mais importante para os aprendizes, consiste
No estudo do I-Ching, que nos permite perceber as influências ocultas
De cada situação, desse modo estabelecendo meios espiritualmente Desenvoltos e equilibrados de lhe dar resposta
Tudo isso são instrumentos para o alcance do Absoluto
Estudá-los equivalerá a devotar-se ao serviço da unidade
Da harmonia e da sabedoria universais.

56

Quando tomamos a parte como o todo, enganámo-nos
Não se pode tomar conhecimento do corpo pelo simples estudo de um dedo Do mesmo modo como não se pode compreender o universo
Pela aprendizagem de uma ciência particular
Criamos uma ciência fragmentada que objectiva o pormenor e a minúcia
Mas que não logra atingir o Todo
O manifesto é a realização subtil do não- manifesto
Se desejardes tornar-vos um adepto da Verdade
Então tratai de estudar aquilo que serve a natureza da vida
E oferece-lo ao mundo.
Permiti que a vossa devoção
Pela aprendizagem dos caminhos da Verdade seja total.
A prática e a disciplina parciais, contudo, não o conseguirão
Se estudardes a Verdade na sua totalidade
E fordes imbuídos de um fervor intenso
Então tudo na vossa vida o reflectirá.

57

O universo constitui uma vasta rede de energia radiante
A radiação primordial é aquela que emana da energia subtil
E é completamente positiva, criativa e construtiva
No entanto, cada ser converte a energia dessa radiação numa particular
O que forma um tipo de radiações mais baixa
Que tanto podem ser positivas como negativas
Construtivas ou destrutivas
Um indivíduo que ainda não tenha evoluído plenamente
Pode ser afectado em termos adversos
Pela energia negativa circundante
Por exemplo, a influência combinada de várias radiações negativas
É capaz de originar que uma pessoa menos desenvolvida
Acredite que a sua vida esteja a ser controlada
Por um agente opressor qualquer, invisível
E um equívoco como esse pode equivaler a um significativo impedimento No Caminho do esclarecimento espiritual
Se quiserdes atingir uma evolução plena e uma postura de integridade
Tereis que alcançar consciência desta rede intrincada
Com suas influências.
Se integrardes a radiação harmoniosa positiva com os elementos positivos
Constituintes do vosso ser, e eliminardes a radiação subtil negativa
Sereis capazes de realçar todos os aspectos da vossa vida.
Para poderdes eliminar as influências negativas
Tratai simplesmente de as ignorar
Para poderdes integrar as influências positivas
Uni-vos conscientemente à radiação primordial de origem subtil
E adoptai as práticas do Caminho Íntegro
Então, todas as radiações existentes nessa vasta rede ao vosso redor
Fundir-se-ão numa unidade harmoniosa.

58

A menos que a mente se desenvolva a par com a mente e o espírito
De forma completamente íntegra, não poderemos sustentar
Nenhum expoente espiritual nem estado de esclarecimento
Razão porque, algumas religiões extremistas e certas ideologias
Que enfatizam o desenvolvimento de apenas um aspecto
Não chegam a dar fruto
Quando perdemos o equilíbrio, seja internamente
Ou no relacionamento externo com os demais
A nossa energia torna-se incompleta
Se a mente e o espírito se virem forçados a praticar
Formas de austeridade pouco naturais ou a aderir a dogmas externos
O organismo entra em rotura e adoecemos e tornamo-nos fracos
Se seguirmos tais práticas originadoras de dicotomia
Tornámo-nos como que traidores para com o resto do ser
Quando se enfatiza a importância do corpo e se exclui a mente e o espírito
Acabamos por ficar todos como cobras numa ratoeira:
Frenéticos, explosivos e objecto de envenenamento para nós próprios.
Todas essas formas de desequilíbrio conduzem à exaustão e levam-nos
A exaurir a nossa força vital
O verdadeiro cultivo pessoal envolve uma integração holística
Da mente, do corpo e do espírito
Equilibrando os aspectos Yin e Yang, por meio de diversas práticas
Inerentes à Via da Integridade com o propósito do cultivo pessoal
Alcançaremos a completa unidade, tanto interior como exterior
O restauro da integração holística e transporemos os impulsos biológicos
E isso manifestar-se-á no mundo sob o aspecto do equilíbrio perfeito
E da plena graça.

59

Na busca da imortalidade e da iluminação a cobiça
Não difere da cobiça pelas riquezas materiais
Por ser egocêntrica e dual
E constitui um obstáculo ao seu verdadeiro alcance
Pela cobiça jamais se alcança tais estados
A iluminação (esclarecimento espiritual)
Jamais sobrevirá a quem por ela anseia
Ao invés, eles constituem a recompensa
Daqueles que são dotados de virtude
Se desejardes tornar-vos um anjo divino e imortal
Tratai de restaurar as qualidades angélicas do vosso ser
Por meio da virtude e do serviço
Essa é a única forma de ganhar a atenção dos imortais
Que pregam os métodos do realce e da integração da energia
Necessários para alcançar o reino do divino
O mestre só poderá revelar-se ou vir ao encontro do discípulo
Quando este estiver pronto
Por meio de uma compreensão superior e por meio da prática da
Virtude indiscriminada, a transmissão subtil
Das verdades definitivas seguir-se-á de forma natural
Essa é a via que os seres angélicos tomam a fim de alcançar o meio divino.

60

As técnicas místicas para alcançar a imortalidade
Só podem ser reveladas àqueles que dissolveram todos os laços
Com o grosseiro reino da dualidade, do conflito e do dogma
Enquanto subsistirem as vossas ambições superficiais mundanas
Essa porta não se abrirá.
Devotai-vos a uma vida íntegra, virtuosa e destituída de egoísmo
À proporção que a pessoa se desenvencilha, por meio da compreensão de Si mesmo, a sua energia passará do denso e do grosseiro
Para o subtil e ligeiro
Utilizai as práticas do Caminho da Integridade a fim de
Transformardes a vossa personalidade superficial mundana
Numa presença de espírito profunda e divina
Atravessando cada plano de desenvolvimento
Ao longo do Caminho Íntegro, aprendereis a valorizar
Aquilo que é importante hoje, no reino do subtil
Ao invés daquilo que parecerá desejável amanhã, no mundano.
Então, essa porta mística abrir-se-á e podereis juntar-vos
Aos "que governam sem legislação"
E aos "criadores que não criam coisa nenhuma" do vasto universo.

61

Se pretenderdes compreender o universo
Deveis estudar e compreender o seguinte:
Antes de mais, a unidade, o Todo, o Sublime Tai-Chi
Depois a suprema dualidade de Yin e Yang
Em terceiro lugar as três principais categorias, ou trilogia
Expressas sob o aspecto de Céu, Terra e Homem
Ou corpo, mente e espírito
Em quarto lugar, as representações dos poderes quaternários:
Ou força nuclear intensa, gravidade,
Força nuclear reduzida e electromagnetismo;
Ou força, fraqueza, leveza e gravidade
A seguir os cinco elementos simbolizados da seguinte forma:
Água, o fogo, a madeira, o metal e a terra
Ou Tai Chi dessas quatro disposições anteriores
-
(A água simboliza a grande força, a energia sexual
E a vitalidade em geral, caracterizada por:
Agregação, contracção, reunião e condensação
O fogo simboliza a força reduzida e a energia mental ou espirito
E é caracterizada por:
Expansão, desagregação, dispersão e dissipação
A madeira simboliza a força leve caracterizada pela explosão e dinamismo
E a energia masculina
O metal simboliza a força pesada caracterizada pela gravidade
E a energia feminina
A terra simboliza a força neutra, unida e harmonizada com as outras
E todos os pares incompatíveis de energia
E funciona como um intermediário entre eles, além de auxiliar
A integração de todas as forças)
-
Em sexto lugar, os seis estados:
O vento, o calor, a humidade, a seca e a inflamação
Responsáveis pela transformação do clima e dos órgãos internos
Em sétimo: os processos de mudança e de reciclagem
Ou formação de um novo ciclo
Em oitavo as oito sublimes manifestações:
O Céu, a Terra, a Água, o Fogo, o Trovão, o Lago, o Vento e a Montanha
Cujas combinações revelam a verdade energética subtil
Que permeia todas as situações, como é simulado no I-Ching
Pela compreensão destas manifestações podereis usá-las internamente
A fim de deixar para trás o que estiver velho e usado
E abraçar o que for vivo e novo
Uma vez descoberto esse processo de alquimia interna
Ele abrirá o portal místico para a imortalidade espiritual.

62

O desenvolvimento da visão interior é um processo natural
Que corresponde ao crescimento interior da pessoa
E ocorre de forma espontânea
Se se tentar formalizar as descobertas da verdade espiritual
Em moldes exactos e rigorosos de doutrina
A ser ensinada e preconizada de modo a criar proselitismo
Invariavelmente orientar-se-á mal
E impedir-se-á o crescimento interior das pessoas
Se elas tomarem tais verdades como certas, o seu significado
Reduzir-se-á a simples tranquilizantes
A realidade total do universo constitui o chi ou energia fundamental
Ainda assim desejareis alcançar o Absoluto Prístino?
Nesse caso deveis encetar a compreensão e integração
Das três energias primordiais do universo, em vós
A primeira é uma energia física da Terra, pesada, centrada no abdómen
Que se expressa através da sexualidade
Aqueles que cultivam e dominam a energia física
São capazes de atingir uma pureza parcial
A segunda, é a energia leve e espiritual do Céu, centrada na mente
Que se expressa sob a forma de conhecimento e sabedoria
Aqueles dotados de uma mente que se funde na Mente Universal
São igualmente capazes de alcançar um estado parcial de pureza
A terceira é uma combinação dessas duas
Somente quando atingimos tal domínio triplo das energias físicas,
Disposição universal de espírito e insight espiritual
E as expressamos sob a forma de um viver íntegro
Poderemos alcançar o Absoluto Prístino
O ser humano é um modelo reduzido do universo múltiplo
Possuidor como é de uma natureza profunda e oculta
Que é capaz de se ligar aos domínios celestiais
No entanto, o desenvolvimento da maioria torna-se
Parcial e incompleto e leva-os a perder a capacidade de
Apreciar a grande variedade que compõe a unidade da natureza.

63

Existe um triplo domínio de pureza no universo
Existem três níveis no universo
No inferior, o Tai-Ching e no médio Shan Ching
São-nos exigidas as dificuldades de um corpo físico
Aqueles que não conseguem viver de modo consistente
De acordo com a Verdade, residem nesse nível
No superior, Yu Ching, existe somente o Absoluto
Os limites com a forma rompem-se e passa unicamente a existir
A refinada dança da energia dos seres divinos imortais
Aqueles que almejarem penetrar o Yu Ching
Devem tratar de seguir o Caminho Íntegro
Simplificai a personalidade e encaminhai
A vossa energia sexual para o nível superior
Integrem Yin e Yang tanto no corpo como na mente e no espírito
Praticai a eliminação de toda a impulsividade
Tornai a vossa consciência una com a pureza da lei
E desse modo descobrireis a verdade a cada passo
E penetrareis num reino de superior beleza
Esta via é claramente definida e é bastante acessível e simples
No entanto, a maioria perde-se em meio às brumas ideológicas
Da sua própria criação.

64

Antigamente as pessoas viviam com simplicidade e serenidade
Eram sensíveis à alternância que rege a mudança
E capazes de se acomodar com comodidade
Ao dispêndio de energias de cada dia
Hoje em dia as pessoas levam uma vida impulsiva e histérica
Ignorando as mutáveis alterações subtis entre os contrários
Que influem todas as coisas
Tornam-se confusas, frustradas e exauridas
Contudo, até mesmo em nossos dias
Podemos reabilitar a plenitude da unidade
E clarificar a nossa mente
Se usarmos de uma atitude mental não propensa a cálculos
O método para o conseguirmos consiste
No estudo das alternâncias subtis dos opostos ( I-Ching)
Que agem interiormente e influenciam todos os acontecimentos da vida
De forma semelhante aos ciclos do dia e da noite
Tudo se constitui num movimento (tai-chi) de incorporação dos contrários
Se não perceberdes os padrões que esses movimentos formam
Podeis extraviar-vos da fonte original
Porém, se consultardes o I-Ching com mente aberta
Então sereis capazes de vislumbrar os padrões
Subjacentes a todas as coisas
Se estiverdes bem cientes de que o romper da aurora sucede ao escurecer
E de como isso representa a alternância de yin e yang
Sereis capazes de descansar em paz, durante a noite
Quando fordes capazes de perceber apuradamente a fluidez das coisas
Também começareis a perceber a firmeza que elas ocultam:
A Verdade criativa, ilimitada e imutável que se transforma
Se aprendermos a reconhecer essas circunstâncias
E a classificá-las, a compreendê-las e a utilizá-las
Tanto com a mente racional como com a intuição
Poderemos aprender a lidar com elas numa base mais consciente
Contudo, a utilização superior desses princípios
Está em harmonizar todos os elementos do ser
E tornar a um estado de Unidade Total
Se não violarmos a alternância natural subtil
Manifesta na acção dos contrários
Não sucederá necessidade nenhuma de métodos para obter a sua antevisão
Só a verdade superior do Todo possibilita constância
Tudo o mais é regido pela grande lei da transformação
Pela observação da miríade de ocorrências podemos reconhecer
A constância do Absoluto, que reside na essência subtil e profunda
Por detrás de toda a mudança
Valendo-nos desse elemento imutável por detrás das inúmeras flutuações
Podemos descobrir a fonte de toda a variação
A chave para a grande transformação
Desse modo nos podemos valer das variações
Para descobrir e acolher o imutável
Se nos unirmos à natureza constante e criativa do universo
Poderemos obter a mestria da grande lei da transformação
Em todos os âmbitos da vida
Descobrindo assim o Caminho Universal e transcendendo a dualidade
A mente inquieta se aquietará e encontraremos a verdadeira paz
Na união completa com o Absoluto
Devemos formar a mente e o futuro através do cultivo do espírito
Do aprimoramento da personalidade e do hábito de adaptar
As atitudes em situações de desafio
Os métodos de exame pessoal constituem apenas um aspecto
Da disciplina de flexibilidade da arte espiritual
Mas sobretudo um bom instrumento para transcender a limitação da mente
Acima desse nível repousa o oceano ilimitado e profundo
Do Espírito, que não pode ser tocado pela mente
Atingir essa percepção constitui a mais elevada forma de educação
E a mais sublime forma de consolo.

65

A interacção entre Yin e Yang existe no seio da Mãe do Mistério
E cria a expansão e a contracção da natureza
Conquanto o universo inteiro tenha sido criado
A partir dessa dança reprodutiva, ainda assim
Não passa de uma minúscula porção do seu ser
O seu coração é o Coração Universal
E a sua mente, a Mente Universal
A função reprodutora faz igualmente parte dos seres humanos
Devido a que nem Yin nem Yang se achem completos em nós,
Enquanto indivíduos, precisamos unir-nos em par, a fim de os integrar
E com isso fazermos brotar vida renovada
Conquanto a maioria das pessoas passe a sua vida inteira
A seguir o curso dos impulsos biológicos,
Isso como que refere somente uma pequena porção do nosso ser
Se nos deixarmos obcecar por sementes e ovos
Assemelhar-nos-emos ao vale fértil e reprodutivo dessa Misteriosa Mãe
Porém, não ao seu coração incomensurável
Se desejardes unir-vos à sua mente e essência
Deveis integrar Yin e Yang em vosso próprio ser
E tratar de refinar a sua chama rumo ao superior
Nesse caso, disporeis de poder para vos misturar
Com a totalidade dessa Mãe de Mistério
Isso é conhecido como real evolução.

66

Toda a vida é uma consequência da integração de Yin e Yang
O primeiro movimento de união dessas disposições
Tem origem no ventre, por acção da união
Do espermatozóide com o óvulo
O segundo dá-se ao nível da união sexual
Entre macho e fêmea fisicamente amadurecidos e receptivos
Essa união pode levar a cabo a integração desses opostos
Mas é incapaz de realizar a integração do sémen e do óvulo dos parceiros
Ambos referem uma estreita ligação existente com a carne e o sangue
Mas tudo o que é concebido nesse domínio, deverá, a seu tempo
Sofrer a desintegração e a morte
Somente o tipo seguinte de união é o único que pode dar origem
À eclosão de algo imortal
Nessa união, o indivíduo possuidor de um elevado desenvolvimento
Integra as energias íntimas subtis dos opostos Yin e Yang
À luz do esclarecimento espiritual
Aos olhos comuns pode parecer que o nascimento
Seja o início de uma nova vida, porém, nesse estágio do desenvolvimento
Da vida humana, o ser ainda não nasceu para a luz espiritual
Caracterizada pela total compreensão e sabedoria superior
Por meio da prática do Caminho da União chega-se a purificar
As energias grosseiras e densas numa outra
De natureza mais luminosa e etérea
Essa luminosidade divina possui a capacidade de penetrar o Todo
O poderoso Oceano de energia espiritual e completa sabedoria
Que caracteriza o Todo
Essa vida renovada criada pela integração final é auto consciente
Não obstante não possuir ego, é capaz de alcançar
Expressão corporal própria sem, todavia
Se ligar à noção de existência corporal
E deixar-se guiar pela sabedoria ao invés da emoção
Sendo íntegra e dotada de virtude, jamais poderá fenecer.

67
A prática do cultivo dual possui muitos objectivos e níveis
Um envolve o equilíbrio da energia, de vez que desse modo
A saúde melhora, as emoções abrandam
E a personalidade torna-se serena e estável
Para podermos alcançar os níveis mais elevados da vida
Devemos implementar a união contínua com níveis renovados
Por ambos os opostos
A energia masculina pode achar-se na natureza
Em domínios naturais como o sol e as montanhas
Enquanto a feminina acha-se na Terra, na Lua e nos lagos
Aqueles que estudam isto que aqui é mencionado sob a forma de alusão
Colherão imensos benefícios
Devido a que, para podermos conceber uma vida superior
Se requeira expressões de unidade entre os opostos de Yin e Yang
Cada vez mais refinadas
Alguns estudantes poderão ser instruídos no cultivo da dualidade
Por meio de cujas expressões Yin e Yang sofrem uma união directa
No intercurso sexual do Tai-Chi
Se o estudante não for detentor de uma virtude genuína
E a instrução que receber não provier de um mestre comprovado
Esse cultivo dual sofrerá um efeito destrutivo
Se a virtude genuína e um domínio autêntico se completarem
Então tal prática poderá suscitar um profundo equilíbrio
Das energias densas e subtis do estudante
O resultado disso reflectir-se-á no melhoramento da saúde
Na harmonização das emoções e na cessação do desejo e da impulsividade
Num nível mais elevado, reflectir-se-á na união transcendental
De toda a energia corporal.

68

O cultivo espiritual da dualidade presta-se à aprendizagem do Todo
Para poderem observar o Todo precisam usar de sinceridade
Porquanto tal processo é enganoso e deceptivo
E começa por revelar-se sob uma forma ou imagem específica
Para depois se dissolver numa essência indefinível e subtil
Não obstante ser incriada, ainda assim, é origem de todas as coisas
Devido a que não possua substância
É capaz de penetrar no mais diminuto espaço
Pela prática de retornar a si mesma, permanecendo
Na suavidade e cedência e colhendo desse modo resultados vitoriosos
Assume uma suavidade sem paralelo
Que é capaz de suplantar toda a dureza
O que não exprimirá isto
Se conhecermos os benefícios do silêncio e da não-acção?

69

A abordagem à sexualidade de que fazemos uso
Constitui um sinal do nosso nível evolutivo
As pessoas menos desenvolvidas
Têm um desempenho sexual caracterizado pelo ordinário (comum)
Ao enfatizar o sentido dos órgãos sexuais e negligenciar os restantes
Órgãos e sistemas do corpo
Mesmo que acumulem muita energia
Ela é descarregada de forma sumária
E com isso são dissipadas as demais energias subtis
De forma similar e desordenada
Isso constitui um enorme salto atrás
Aqueles que aspiram a uma ordem de existência superior
Dispõem do cultivo espiritual da dualidade (tantra)
Devido a que todas as porções do corpo, mente e espírito
Anseiem pela integração de Yin e Yang, o desempenho sexual
Deve ser conduzido pelo espírito, ao invés dos órgãos sexuais
O desempenho comum caracteriza-se pelo esforço
Ao passo que o processo espiritual é calmo, relaxante, silencioso e natural
Enquanto o desempenho normal se assume pela união dos diferentes Órgãos sexuais, o cultivo espiritual une o espírito, a mente e todas as
Células de um corpo aos do outro.
Por culminar num processo de integração ao invés de dissolução
Constitui uma oportunidade para que tanto o homem como a mulher
Se transformem mutuamente
E se elevem aos domínios da bênção e da totalidade
O caminho sagrado desse desempenho espiritual
Só pode ser ensinado a estudantes que sigam o caminho da unidade
Com comprovada devoção
E busquem pacificar e purificar o mundo todo
Bem como a própria existência
No entanto, se forem dotados de uma virtude especialmente radiante
Isso possibilitará a abertura de um corredor para esse reino subtil
De forma a receberem esses ensinamentos divinos
Directamente da Fonte Imortal.

70

O cultivo dual é a chave que pode ajudar as pessoas
A compreender a verdadeira libertação
Na sua globalidade, a vida constitui-se numa complexa rede
Tecida com os fios da paixão e do desejo, que as pessoas crêem
Ser necessários, sem compreenderem o lento e inexorável processo
De servidão a que sujeitam
Por meio do ponderado conhecimento de si mesma, a pessoa
Pode desembaraçar tal rede por si tecida
Libertando-se assim da servidão a que foi conduzida
A armadilha da dualidade é tenaz, por meio dessa sujeição
Limitados, enrijecidos e presas da armadilha
São incapazes de experimentar a liberdade
Por intermédio do cultivo atento e consciente da dualidade
É possível que vos desemaranheis
Dessa rede, suavizando a sua rigidez e desarmando a sua armadilha
Se dissolverdes a vossa energia passiva Yin na fonte universal da vida
E atrairdes a energia activa dessa mesma fonte
Deixareis de lado toda a individualidade
E a vossa vida tornar-se-á prenhe de uma vitalidade inesgotável
E desse modo vos libertareis para todo o sempre
Do ciclo do nascimento e da morte
Se de mais nada forem capazes, pelo menos compreendam que
A liberdade espiritual e a Unidade do Todo não são dons
Que nos caibam por mero acaso
Mas o resultado de um processo de transformação e evolução pessoal.

71

A transformação rumo à vida eterna faz-se pela gradual purificação
E elevação da energia bruta do corpo, da mente e do espírito
Assim que a energia ascender ao nível do subtil
Seremos capazes de alcançar o perfeito domínio de nós mesmos
O instrutor que for sábio tratará de ensinar
Os eficazes princípios da auto-integração
Somente àqueles que já tiverem alcançado
Um elevado nível de auto-purificação e domínio de si.
Além disso, todo o ensinamento que for apropriado
Seguirá a lei da reacção harmoniosa
Só então elas serão capazes de colher benefícios daí
O método mais efectivo é sempre aquele através do qual
A energia natural do estudante responde da forma mais apropriada.
Para uns o celibato e o cultivo pessoal serão o mais apropriado;
Já para outros um cultivo dual devidamente orientado
Resultará num enorme benefício.
O mestre que for dotado de discernimento
Determinará o justo equilíbrio a implementar
Na prática de cada indivíduo.
Em qualquer caso, sabei que, tanto os mestres como as técnicas
Não passam de aspectos transitórios.
A verdadeira realização sucede da fusão directa do nosso ser
Com a energia divina da Vida.

72

Se desejardes alcançar mérito e tornar-vos um com o divino
Então tratai de desenvolver a virtude e de a estender
Ao mundo ao vosso redor
Ponham de lado todas a teologia caprichosa e ideias imaginativa
E tratem de empreender um tipo qualquer de terapia comum
Deixai de lado toda a forma de luta e conflito
Cultivai uma gentileza inabalável e uma paciência inesgotável
Evitai deixar-vos orientar pela impulsividade e pela ambição
Que só vos destruirão a vossa mente e vos separará
Do Caminho da Unidade
Não vos torneis obcecados com as circunstâncias
Nem se antecipem à sua tomada de consciência
Saibam que não existe nada a que possais apelar
Para poderdes dirigir a mente
E então abandonai todo o apego a esse vazio.

73

Enquanto o espírito do estudante se achar contaminado
O mestre não poderá auxiliá-lo
A purificação da contaminação espiritual
Não é responsabilidade do professor, mas sim do estudante
Ela poderá ser realizada através da oferenda dos talentos
Recursos ou vida ao mundo
O estudante que for saudável estenderá também ao seu professor
A sua energia pura, enquanto aquele que se achar desamparado
Sempre poderá, pelo menos, ofertar alimento, vinho ou outros préstimos
Quando partilhamos aquilo que se enquadra nas nossas posses
E o fazemos sem restrições, as barreiras que encerram a individualidade
Sofrem um rompimento, e deixa de ser possível referir se será o
Estudante que se oferta, ou se será o professor que se dá ao estudante
E só se distingue dois seres imaculados a reflectir-se no outro
À semelhança de dois pares de espelhos brilhantes.

74

Há quem recolha energia da veneração e meditação
Nos santos e divindades
Mas se sentirem inclinação para a veneração e a adoração
Então prefiram adorar o sol, ou fogo, repositório do Yang
E a Lua, ou água, repositório de Yin
Como símbolos espirituais do feminino e do masculino
Adorai os centros espirituais do homem e da mulher
Angélicos em toda a extensão de sentido;
As oito manifestações do Sublime:
A Terra, o Céu, a Água, o Trovão, o Lago, o Vento e a Montanha
O lago simboliza as moças e a montanha os moços
Os sessenta e quatro hexagramas do I-Ching que presidem à
Harmonia subjacente ao universo;
Finalmente, o grande Tai-Chi, em que todas as coisas se acham inclusas
Equilibradas e assentes.

75

Gostariam de libertar-se dos domínios inferiores da vida?
Gostariam de salvar o mundo da degradação e da destruição
A que parece votado?
Nesse caso afastai-vos dos movimentos superficiais das massas
E devotai-vos calmamente ao trabalho sobre a consciência de si mesmo
Se pretenderdes despertar a humanidade toda
Então nesse caso tratai de despertar em toda a linha
Se pretenderdes eliminar todo o sofrimento do mundo, então tratai de Eliminar tudo aquilo que for obscuro e negativo em vós
Na verdade, o dom mais elevado que podem alcançar
É o da vossa própria transformação pessoal
A libertação de toda a servidão física e a liberdade espiritual
Requerem um processo de transformação
E de evolução do aspecto biológico contínuos
Que envolve o percurso inteiro da vida e da morte
A consciência da maioria limita-se ao curto período de tempo
Da sua vida, e à esfera da sua existência quotidiana
Na exacta proporção com que obstinadamente insistem
Nesses ciclos comuns como representação
Da verdade última e absoluta da vida
Procurem um mestre que seja íntegro
Um farol que dissemine a sua luz e virtude por igual
Tanto junto àqueles que o apreciem como junto dos que o interpretem mal
Ensinar implica revelar o caminho a quantos detêm potenciais virtudes
Todavia, o mestre não pode realizar esse cultivo individual na vez do aluno
Nem passar pela transformação pessoal em seu lugar
Moldai-vos consoante o que foi referido
Banhai-vos nessa sua radiação nutriente, junto com o resto do mundo.

76

Quem poderá salvar o mundo?
Talvez aquele que for capaz de seguir estes ensinamentos com devoção
E for capaz de serenar a sua mente
E ignorar toda a divergência
Aquele que conseguir desenvolver um elevado estado de atenção
Para com as verdades subtis
E unir a sua virtude à virtude universal
E a estender ao mundo, sem qualquer expectativa de recompensa
Esse(a) será de verdade o salvador do mundo.

77

Cada vez mais a humanidade incrementa a inteligência
Todavia, cada vez existem mais problemas e preocupações
E menos alegria e felicidade
A que se deverá isso?
Deve-se isso a que o uso de uma inteligência equivocada
Do uso parcial da inteligência
Não seja o mesmo que sabedoria
Quando a sociedade utiliza indevidamente a inteligência
De uma forma parcial, ignorando desse modo a sabedoria holística
Isso leva a que as pessoas esqueçam os benefícios
De uma vida natural, plena e saudável
Seduzidos pelos desejos, emoções e a vaidade que sustentam
Tornam-se escravas das exigências do corpo, da depravação e do poder, Das formas desequilibradas de religião e de pretextos psicológicos
Mas, assim dá-se origem a todo um estado de calamidade e confusão
E as pessoas viverão subjugadas a variadas causas
À semelhança de cegos que caem continuamente na lama
E não lamentam a cegueira ao invés das circunstâncias
No entanto, as pessoas de carácter superior
São capazes de despertar até mesmo em tempos de tumultos
E de orientar os outros para fora desse atoleiro
Mas, como será possível a um único libertar os muitos?
Libertando-se primeiro a si próprio!
Ele fará isso sem tratar de se elevar mas humilhando-se
Diminuindo-se ao nível do que é simples, modesto, simples e verdadeiro
E integrando isso em si mesmas
Tornar-se-ão mestres na simplicidade, na modéstia e na verdade Completamente emancipados da falsidade da sua vida anterior
Alcançam o equilíbrio, a integração e a harmonia
E descobrem a sua estatura de pureza original,
Que é a natureza prístina do universo
Não ser nada aparte da própria natureza real, equivale a ser tudo
Libertando de forma livre e espontânea a sua energia divina
Transcenderá sistematicamente as situações complicadas
E atrairá todos ao seu redor para a unidade íntegra
Devido a que se torne num reflexo vivo do divino
Quando agir levará o universo a actuar consigo.

78

O Caminho Uno é a verdade constante e imutável do universo
Toda a estranheza vai de encontro a ele, que
Valoriza a simplicidade, aquilo que é corriqueiro,
A virtude no falar, afirma a honestidade em cada aspecto da vida
E envolve o viver pleno
As religiões parciais assentam no desespero
Na esperteza e nas invenções da mente
O Caminho da Unidade é uma expressão da mente pura, total e universal
As religiões parciais apoiam-se
Na manipulação hipnótica das mentes subdesenvolvidas
O Caminho da Unidade está fundado na transmissão franca da verdade
Plena e natural imutável
Quando se dá um único passo além da esfera do humano
Todas as práticas religiosas se tornam inúteis
É uma realidade absoluta e não uma prática oculta
O Caminho Íntegro evita todo o fanatismo conceptual, o viver extravagante
Os alimentos demasiado gostosos e a música violenta
Porquanto isso espolia a serenidade da mente e obstrui todo o
Desenvolvimento espiritual
Se renunciardes às convenções da moda
E adoptardes o que for simples honesto e virtuoso
O Caminho Íntegro remeter-vos-á para a essência subtil da vida
Adoptai as suas práticas e tornar-vos-eis honestos, simples,
Autênticos, virtuosos e plenos
É que, por meio de ocupações vulgares e parciais
Toda a transformação que alcançardes deverá ser igualmente parcial
Todavia, por meio do cultivo pessoal íntegro
Tornar-se-á possível alcançar uma metamorfose total
Transcender as vossas limitações biológicas e emocionais
E desenvolver-vos para um estado de existência mais elevado
Se dermos demasiada importância ou formos descuidados
Com os factos parciais da nossa vida, podemos perder a oportunidade
De realizarmos uma transformação total e de nos tornarmos insondáveis
Nenhum meio comum de mensuração ou julgamento se poderá aplicar-nos
Se nos mantivermos livres das sombras e seguirmos esta via simples
Tornar-nos-emos extraordinários, insondáveis e possuidores
De uma profunda subtileza cósmica
Sobrevivereis ao tempo e ao espaço por meio da conscientização da verdade subtil do universo.

79

Aqueles que, nas gerações vindouras estudarem e puserem em prática
A verdade destes ensinamentos, serão abençoados com a obtenção
Da luz da sabedoria subtil (visão interior)
A espada poderosa da clareza de espírito
Que rompe com toda a obstrução
E a pérola mística da compreensão e do desenvolvimento
Que envolve o universo inteiro
Poderão atingir a intuição necessária para poderem
Compreender a verdade íntegra do Absoluto
Se seguirem esta verdade com ousadia e sinceridade
Transformar-se-ão nela e tornar-se-ão plenos e corajosos
Indestrutíveis e inomináveis

80

O mundo está cheio de mestres semi esclarecidos
Demasiado espertos e exageradamente sensíveis
Para poderem viver uma vida prática
Fazem-se rodear de prazeres egoístas
E outorgam a grandiosidade do seu saber junto dos negligentes
Fazendo alarde dele antes do tempo, absortos no alcance
De algum tipo de clímax espiritual
Aquele que pretende alcançar o ápice do cultivo pessoal cedo demais
E que se esforça por se popularizar prematuramente
Sacrifica a verdade e torna-se um falso modelo de virtude
E desvia-se por meio da ignorância
Aquilo que na verdade estendem ao mundo é a sua confusão
O verdadeiro mestre compreende que o verdadeiro esclarecimento
Não constitui um fim em si mesmo, mas um meio
Consciente de que a virtude é o objectivo, aceita o longo
E, por vezes árduo cultivo necessário para o alcançar
Não faz intenções de se tornar um líder mas simplesmente arca
Com qualquer responsabilidade que lhe caiba
Desapegados quanto à própria realização e talento
Sem reivindicar engrandecimento algum
Conscientes de que o indivíduo é o fundamento da sociedade
São capazes de conduzir o mundo por meio da
Orientação que dispensam a quantos os procuram
Podem tornar-se um farol de luz espiritual
Para os seus estudantes e encorajá-los
E lança-lhes desafios que os fortaleçam, e apreende-os
A fim de os despertar e direccionar as correntes do seu viver
Rumo ao oceano infinito do Absoluto
Os verdadeiros mestres são uma encarnação da pureza que,
Por força tiveram que alcançar a verdadeira maturidade de espírito
Por meio da experiência de vida no mundo
Falam com base no conhecimento espiritual conquistado
Reagindo aos diferentes personalidades e ambientes com que deparam
Se aspirardes a poder dispensar tal tipo de orientação
Então tratai de radicar no espírito do Todo
Eliminai aos vossos hábitos e atitudes negativos
Fortalecei a vossa sinceridade e tratai de ter os pés bem assentes
Desse modo desenvolvei uma personalidade estável, aberta e receptiva
E estendei a vossa virtude sem discriminação durante a vossa jornada
Sede pais e mães autênticos, irmãos, amigos e discípulos verdadeiros
Respeitai e servi com humilde generosidade
E dedicai de forma imperturbável, todo o vosso ser ao cultivo pessoal
Desse modo, certamente alcançareis autodomínio
E sereis capazes de ajudar os outros a fazer o mesmo.

81

Com tudo isto que foi referido, que coisa foi dita?
Pode-se nomear a verdade subtil recorrendo a palavras
Porém, elas não poderão encerar o seu sentido
Disponham-se a escutar o que for referido sem recorrer à palavra
E a observar a lei, que é demasiado subtil para poder ser descrita
A fim de poderem, dessa forma, reverenciar o inominável
Votai-lhe um amor incondicional e adoptai o incriado
Acolhei e respeitai aquele que nada exige
Tenham elevado respeito e afecto pela vida, confiem no Caminho
Deixem-se enternecer pela origem subtil e invisível do Universo
E proporciorareis a vós próprios tudo o que precisardes
Jamais tereis de vos recolher para retiros espirituais
Podeis ser um eremita contemplativo exactamente em meio a toda
A acção, inteiramente desafectados, minuciosamente sustentados e
Recompensados pelas vossas práticas íntegras
Contentai-vos com a integridade natural do vosso ser
Porquanto através dela vos havereis de encontrar
Não vos deixeis embaraçar por nenhum fenómeno transitório
Mas conservai-vos actualizados pela energia subtil, eterna e divina
Existente em vós e ao vosso redor
Se encorajardes os demais a darem de si próprios com abertura
E purificardes e despertardes o mundo
Através de cada movimento e atitude
Podereis ascender ao divino em plena claridade do dia
O sopro do Absoluto exprime-se
E aqueles que se acham em equilíbrio e harmonia com ele
Tornam-se capazes de o escutar com clareza e compreensão.




Sem comentários:

Enviar um comentário